O enfrentamento às drogas no município será fortalecido com o repasse de R$ 19,1 milhões do governo federal, a serem utilizados no tratamento de dependentes químicos, com foco nas áreas de assistência social, saúde e segurança. Isto porque Santos aderiu ao programa ‘Crack, é Possível Vencer’ com outras 15 cidades paulistas.

O termo foi assinado no último dia 24, na Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, em São Paulo, na presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Dos recursos, que começam a ser liberados no 2º semestre, R$ 16,9 milhões serão para a saúde. Uma das novidades é que a prefeitura transformará em unidade 24h a Senat I (Seção Núcleo de Atenção ao Toxicodependente), na rua Silva Jardim, 354, Encruzilhada. Assim como a Senat II, na rua Bulcão Vianna, Bom Retiro, prevista para funcionar em julho de 2014, em atendimento aos moradores da zona noroeste e morros. Também haverá a instalação de três ambulatórios para suporte, os Caps-AD (Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Outras Drogas). Atenderão de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sendo um deles para crianças e adolescentes.

Serão instalados 20 leitos de desintoxicação nesses cinco locais e no Hospital Municipal Arthur Domingues Pinto (ZNO). “Esses recursos são fruto dos projetos apresentados ao governo federal pela prefeitura, que, tendo o tema como prioridade, no início do ano criou um comitê gestor de políticas para tratar desta mazela social. O objetivo é diminuir o sofrimento do dependente químico e da família, fortalecendo vínculos”, afirmou o vice-prefeito, Eustázio Alves Pereira Filho, representando Santos na adesão. Mais consultórios de rua e vagas em comunidades terapêuticas.

A prefeitura obteve ainda outra importante conquista do Ministério da Justiça: autorização para implementação de mais dois consultórios de rua, que se somarão ao já em funcionamento. Propiciarão atenção integral à saúde de usuários de drogas em situação de rua. Além disso, a cidade terá unidades de acolhimento (duas para adultos e uma para atendimento infanto-juvenil), que funcionarão como abrigo para retirar o dependente da condição de consumo e encaminhá-lo à internação.

A parceria com o governo federal também viabilizou convênios para mais 30 vagas em comunidades terapêuticas, em locais a serem definidos. Atualmente são 30 leitos em duas instituições em Pedro de Toledo (dez para homens adultos) e Peruíbe (20 para adolescentes, homens e mulheres). Também será firmado convênio com entidade de Guarujá para dez vagas a mulheres. Cartão-Recomeço Junto com mais dez municípios paulistas, Santos também integra o ‘Cartão Recomeço’, programa estadual destinado à recuperação voluntária de dependentes químicos. Oferece benefício de R$ 1.350,00 ao mês, a ser utilizado por entidades de tratamento especializadas, escolhidas por edital.

Planos de Saúde

Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Medial
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consultas e Internação