Uma ligeira perda de memória é uma parte normal do envelhecimento. Mas uma perda significativa de memórias existentes ou a incapacidade para formar novas memórias, pode indicar a presença de amnésia.

1) Quais são as causas da amnésia?

 

Pode ser causada por diversas razões, entre elas:

  • Doenças neurodegenerativas
  • Traumas físicos – como uma lesão na cabeça que ocorre em acidentes de carro. Na maioria dos casos, a amnésia não é severa e não é de longa duração
  • Uso de medicamentos específicos – geralmente sedativos. Amnésia pode ser um dos sintomas de certas doenças degenerativas do cérebro, tais como a doença de Alzheimer
  • Acidente Vascular Encefálico
  • Encefalite – inflamação do cérebro –  isto pode ser causada por uma infecção por vírus
  • Privação de oxigênio – qualquer doença ou situação que prejudica o fornecimento de oxigênio para o cérebro, como um ataque cardíaco, insuficiência respiratória ou envenenamento por monóxido de carbono
  • Hemorragia subaracnóide – em uma das membranas que revestem o cérebro
  • Um tumor cerebral em uma parte controladora de memória do cérebro
  • Alcoolismo e uso de drogas
  • Alguns distúrbios convulsivos

 

2) Quais são os tipos de amnésia?

  • Amnésia anterógrada – o paciente não consegue se lembrar de novas informações, como coisas que aconteceram recentemente. Informações que devem ser armazenadas na memória de curto prazo desaparecem. Isso geralmente é causado por trauma cerebral (dano cerebral a partir de uma pancada na cabeça, por exemplo).

No entanto, um paciente com amnésia anterógrada pode se lembrar de dados e eventos que aconteceram antes da lesão. Este efeito pode ser temporário, como em um blecaute causado por excesso de álcool.

Ele também pode ser permanente, por exemplo, quando uma pessoa sofre danos na área do cérebro conhecida como o hipocampo (que desempenha um papel importante na formação de memórias).

  • Amnésia retrógrada – muitas vezes considerado como o oposto da amnésia anterógrada. O paciente não se lembra de eventos que ocorreram antes do trauma, mas se lembra de coisas que aconteceram depois.
  • Amnésia global transitória – uma perda temporária de toda a memória. O paciente com amnésia global transitória também acha muito difícil de formar novas memórias – neste caso tem amnésia anterógrada grave. Um paciente com amnésia global transitória geralmente tem uma doença vascular (um problema com os vasos sanguíneos).
  • Amnésia traumática – perda de memória causada por um duro golpe na cabeça, como um acidente de carro. Pessoas com amnésia traumática podem experimentar uma breve perda de consciência ou até mesmo entrar em coma. Na maioria dos casos, a amnésia é temporária – depende de quão grave é a lesão.
  • Psicose de Wernike-Korsakoff – este tipo de perda de memória é causado pelo abuso de álcool. A doença tende a ser progressiva – que gradualmente fica pior ao longo do tempo. Os doentes também tendem a ter problemas neurológicos, como a falta de coordenação e a perda de sensibilidade nos dedos dos pés. Ela também pode ser causada por desnutrição, estando ligada à deficiência de tiamina.
  • Amnésia psicogênica – este é um fenômeno muito raro. Pacientes esquecem não só o passado, mas a sua própria identidade. A pessoa acorda e de repente não tem qualquer sentido de quem ela é – mesmo se olhar no espelho, não se reconhece no próprio reflexo- (a pessoa no espelho é um estranho). Todos os detalhes da sua vida, como carteira de habilitação e cartões de crédito não fazem sentido. Este tipo de amnésia é geralmente desencadeado por um acontecimento, no qual a mente da pessoa é incapaz de lidar corretamente. Na maioria dos casos, a memória, seja lenta ou de repente, volta dentro de poucos dias. No entanto, a memória do evento em si pode nunca mais voltar completamente.
  • Amnésia infantil – o paciente não recorda acontecimentos desde a infância. Este tipo de amnésia pode estar associado com o desenvolvimento da linguagem. Ou é possível que algumas áreas da memória do cérebro não eram totalmente desenvolvidas durante a infância.
  • Amnésia pós-hipnótica – eventos durante a hipnose podem não ser recuperados.
  • Amnésia da fonte – a pessoa pode se lembrar de certas informações, mas não sabe como ou onde ela teve essa informação.
  • Fenômeno Blackout – amnésia causada por se beber demais. A pessoa não consegue se lembrar de acontecimentos durante a embriaguez.
  • Prosopamnesia – a pessoa não consegue se lembrar de rostos. As pessoas podem adquirir prosopamnesia ou ter nascido com isso.

Em termos simples, amnésia é a perda de memória.

 

3) Quais são os sintomas

  • Dificuldade para se lembrar de coisas novas
  • Dificuldade para lembrar coisas do passado
  • As falsas memórias – estes podem ser completamente inventadas ou feitas de memórias reais deslocadas no tempo
  • Movimentos descoordenados, às vezes tremores (problemas neurológicos)
  • Confusão ou desorientação.
  • Problemas com a memória de curto prazo
  • A perda parcial de memória
  • Perda total de memória
  • Incapacidade de reconhecer rostos
  • Incapacidade de reconhecer lugares

Amnésia é diferente de demência. Embora a demência inclua perda de memória também envolve outros problemas importantes que podem afetar a capacidade do paciente para realizar atividades diárias.

4) Como diagnosticar?

Amnésia pode ser diagnosticada por um médico ou especialista neural. O médico vai exigir uma história clínica detalhada – isto pode ser difícil se o paciente não se lembrar de coisas, de modo que os membros da família terão de estar presentes. Um médico terá a permissão do paciente para falar sobre suas informações médicas com outra pessoa.

O médico irá tentar descobrir as seguintes questões:

  • O paciente pode lembrar-se de eventos recentes e/ou eventos anteriores?
  • Quando os problemas de memória começaram?
  • Como os problemas de memória aumentaram?
  • Existiram quaisquer fatores que possam ter causado a perda de memória, como um ferimento na cabeça, cirurgia ou acidente vascular cerebral?
  • Existe uma história familiar de quaisquer doenças ou condições neurológicas ou psiquiátricas?
  • Detalhes sobre o consumo de álcool do paciente
  • O paciente está atualmente tomando alguma medicação?
  • O paciente toma drogas ilegais, como cocaína, maconha, etc.?
  • Representam sintomas do paciente diminuir sua capacidade de cuidar de si mesmo?
  • O paciente tem um histórico de depressão?
  • O paciente já teve câncer?
  • O paciente tem um histórico de convulsões?

A avaliação da memória irá ajudar a determinar a extensão da perda de memória. Isso vai ajudar a decidir sobre o melhor tratamento.

A fim de descobrir se há algum dano no cérebro, o médico pode pedir:

Ressonância magnética: é melhor para a detecção de um tumor no cérebro.

Tomografia computadorizada: a tomografia computadorizada é boa em detectar hemorragia no cérebro (especialmente a partir de lesão).

Eletroencefalograma – esta é uma ferramenta que fornece uma imagem do cérebro, enquanto o paciente está realizando uma tarefa que requer pensamento. Ele permite que o médico detecte a localização e a magnitude da atividade do cérebro envolvida em diversos tipos de funções.
Os exames de sangue – também podem revelar a presença de qualquer infecção ou deficiências nutricionais.

5) Existe tratamentos? 

 

Felizmente, a maioria dos casos de amnésia resolve-se sem tratamento. No entanto, se um distúrbio físico ou mental está presente, ele deve ser tratado (se possível).

  • O apoio da família é crucial para ajudar um paciente com amnésia ficar melhor.
  • Terapeuta ocupacional irá ajudar a adquirir novas informações a fim de substituir memórias perdidas ou ajudar a usar memórias existentes como base para a aquisição de novas informações.
  • Agenda digital, como um iPhone: mesmo pacientes com severa perda de memória, podem se tornar bastante competentes com as tarefas do dia-a-dia. O aparelho pode ser usado para lembrar o paciente sobre eventos importantes, como quando tomar medicamentos e compromissos.
  • Atualmente não há medicamentos para a restauração da memória para pacientes com amnésia.

Como síndrome de Wernicke-Korsakoff envolve uma deficiência de tiamina, uma nutrição específica pode ajudar. Cereais integrais, leguminosas (feijões e lentilhas), nozes, carne de porco magra, e leveduras são ricas fontes de tiamina.

Na maioria dos casos, amnésia é uma condição temporária, durando desde alguns segundos a algumas horas, mas, a duração pode ser mais longa, dependendo da severidade da doença ou traumatismo.

6) Como prevenir? 

  • Evite o uso pesado de álcool ou drogas
  • Use capacetes de proteção quando se envolver em esportes que são de alto risco
  • Mantenha-se mentalmente ativo durante toda a vida. Por exemplo, tenha aulas, explore novos lugares, leia novos livros e jogue jogos mentais desafiadores
  • Mantenha-se fisicamente ativo ao longo da vida
  • Faça uma dieta saudável incluindo frutas, legumes, grãos integrais e proteínas de baixo teor de gordura
  • Fique hidratado.

Planos de Saúde

Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Medial
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consultas e Internação