A discussão do tema da internação de dependentes químicos está em pauta em todo o país. O último debate sobre o assunto reuniu centenas de profissionais da área da saúde mental no Simpósio Internacional sobre Drogas: da coerção à coesão.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), através da Gerência de Atenção à Saúde Mental, participou do evento, realizado no início deste mês, em Brasília. Segundo a gerente de Saúde Mental, Leda Trindade, a internação voluntária é a estratégia que deverá ser utilizada a partir de agora para a eficácia do tratamento dos dependentes químicos.

O evento teve a participação de dezenas de especialistas de vários países do mundo. Um dos assuntos que ganhou mais atenção de todos os participantes foi a questão da internação voluntária. Os palestrantes garantem que essa forma de tratamento adianta de forma mais qualitativa e natural à recuperação desses pacientes, relatou Leda Trindade. Para Leda, o Simpósio foi uma importante oportunidade para troca de experiências e demonstração do compromisso do Governo Federal no combate às drogas.

Tivemos uma excelente oportunidade para crescermos e discutirmos a política para cuidar das pessoas com dependência química. Não somente sobre a forma de internação, mas, também, como abordar os familiares, como manter a sociedade participando das discussões, além de outros assuntos importantes que nos possibilitaram trazer novas ideias para nossos centros aqui no Piauí, destacou.

A dependência química acarreta inúmeras consequências negativas ao corpo humano, inclusive, as chamadas comorbidades (doenças psiquiátricas associadas), como psicose, paranoia, esquizofrenia, manias, bipolaridade, entre outras. A consequência mais notória é a agressão ao sistema neurológico, provocando problemas cognitivos e, em alguns casos, oscilação de humor.

O evento contou com a organização e apoio do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Políticas sobre Drogas (Senad), e do Ministério da Saúde, por meio do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais/Secretaria de Vigilância em Saúde e da Área Técnica de Saúde Mental, Álcool e outras drogas/Departamento de Articulação de Rede de Atenção à Saúde/Secretaria de Atenção à Saúde; o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodoc) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), em parceria com a Internacional Drug Policy.

Planos de Saúde

Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Medial
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consultas e Internação