História -Hospital Santa Mônica nasceu com o objetivo de
dar condições mais humanas e dignas de tratamento
aos pacientes crônicos internados

O Hospital Santa Mônica foi fundado em 1969, na cidade de Itapecerica da Serra, em São Paulo, a uma distância aproximada de 10 km do bairro do Morumbi.

O hospital foi fundado pelo Doutor Romolo Bellizia, que nasceu na cidade de São Paulo. Formou-se em Medicina, na IV Turma da Pontifícia Universidade Católica – PUC de Sorocaba. Especializou-se em Cirurgia Geral, tendo sido agraciado com prêmio pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Geral. Trabalhou voluntariamente, por mais de 20 anos na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Desde a época de estudante e residente, Dr. Romolo sempre se importou com a qualidade do atendimento oferecido aos pacientes crônicos que precisam de cuidados especiais, muito carinho e atenção. Assim, o Hospital Santa Mônica nasceu com o objetivo de dar condições mais humanas e dignas de tratamento aos pacientes crônicos internados.

Na época, o hospital ocupou uma área de 18 mil m² de terreno, aproximadamente mil m² de área construída e 60 leitos para internação. Nessa fase de implantação, o hospital não contava com o fornecimento de energia elétrica, telefone e a região não era asfaltada, utilizavam geradores de energia elétrica, mas seu fundador, o médico idealista e empreendedor, assumiu o propósito de montar o hospital em um local onde pudesse oferecer melhores condições climáticas aos seus pacientes.

Ao longo dos mais de 45 anos de atividades em prol da medicina do País, o Hospital Santa Mônica passou por importantes momentos de conquistas e expansão, mas também de dificuldades e adversidades, em virtude dos altos custos necessários para manter uma estrutura hospitalar de qualidade no País, uma vez que nunca contou com investimentos de terceiros. E, foi em um desses momentos, que o hospital se reposicionou no mercado focando seu atendimento para o tratamento de pacientes psiquiátricos, atuando em saúde mental e dependência química, além de manter a assistência na área de retaguarda clínica para atendimento aos pacientes crônicos.

O Santa Mônica investe sempre na formação de suas equipes médicas e multiprofissionais e na formação de novos profissionais, para que se mantenham orientadas em oferecer um tratamento mais humanizado para os pacientes que seguem à risca o lema do seu fundador “Carinho e respeito pelo paciente são tão importantes quanto um medicamento de última geração”. Um exemplo disso, acontece nas parcerias com Universidades em que oferece campo de trabalho para estagiários de enfermagem e fisioterapia.

Atualmente, o Hospital Santa Mônica está situado em um terreno de 84 mil m², sendo 50 mil m² de mata nativa preservada, 6 mil m² de área construída e conta com até 250 leitos divididos em apartamentos individuais e coletivos.

Neste momento, o hospital se prepara para dar mais um passo importante que marcará seu processo de crescimento e modernização. No início de 2016, inaugurou um Centro Médico no bairro da Vila Nova Conceição em São Paulo, sito a Rua João Lourenço, 190. O centro atenderá pacientes particulares e de convênio, em caráter ambulatorial e de Hospital Dia.