Responsabilidades cotidianas podem trazer uma carga emocional muito grande para a vida masculina. Quem possui baixa autoestima geralmente tem uma visão negativa da vida e depreciativa de si mesmo, interpretando acontecimentos de maneira ruim, além de uma auto cobrança excessiva.

Segundo a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional, a autoestima é caracterizada pela autoavaliação, ou seja, o que você pensa referente a si mesmo, podendo ser positiva (auto aprovação) ou negativa (depreciação). De forma positiva, pode trazer muitos benefícios como a proteção da parte cardíaca, reforço do sistema imunológico, além da redução de inflamações. Já de forma negativa, propicia o desenvolvimento de doenças autoimunes, queda de cabelo, stress, gastrite, raiva, aumento da pressão arterial e até mesmo a depressão.

Características da baixa autoestima

Quem possui baixa autoestima geralmente tem uma visão negativa da vida e depreciativa de si mesmo, interpretando acontecimentos de maneira ruim, além de sofrer com a auto cobrança excessiva. Algumas coisas podem desencadear a baixa autoestima ao longo da vida, como: padrões difíceis de serem alcançados, doenças físicas, traumas intensos, relacionamentos conturbados (ex: problemas com os colegas de trabalho, separação e falta de tempo com a família) bullying, falta de reconhecimento, etc.)

Pessoas que sofrem com este problema geralmente são mais irritadas, angustiadas e tendem a ter ansiedade social. Veja abaixo os principais sinais do comportamento de quem tem baixa autoestima:

  • Falta de autoconfiança;
  • Sente-se culpado por tudo, as vezes até se sentindo perseguido pelo mundo;
  • Falta de credibilidade em si próprio;
  • Baixo rendimento devido à falta de confiança em si mesmo;
  • Comodismo;
  • Não criam objetivos de realização no trabalho, na vida pessoal e nos relacionamentos;
  • Agressividade;
  • Submissão;
  • Falta de iniciativa, utilizando como desculpa a falta de tempo;
  • Medo da falta de aprovação social;
  • Tende a tirar conclusões sobre si baseado na opinião alheia;
  • Perde oportunidades de expressar seu conhecimento devido à falta de confiança;
  • Ciúmes excessivo;
  • Nas relações amorosas, é muito comum a manipulação.

Bullying é mais frequente em crianças do sexo masculino, tanto para quem é agressor quanto para quem é vítima, afetando negativamente a saúde psicológica dos garotos, consequentemente, propiciando um grande número de homens adultos com baixa autoestima.

Planos de Saúde

Vale Saúde
Unimed Intercâmbio
Unimed Federal
Unimed CT Nacional
Unimed ABC
Transmontano
SulAmérica
Sompo
Sinpeem
Sepaco
Saúde Caixa
Santa Amália
Sabesprev
Prodesp (GAMA)
Prime Saúde
Prevent Sênior
Plan-Assiste (MP FEDERAL)
Panamed Saúde
Omint
NotreDame Intermédica
Nipomed
Metrus
Mediservice
Medial
Master Line
Mapfre Saúde
Life Empresarial
Intermédica
Green Line
Gama Saúde
Fusex
EMBRATEL
Economus
Correios / Postal Saúde
Caixa Econômica Federal
Bradesco Saúde
Banco Central
APCEF/SP
AMAFRESP
Alvorecer Saúde
Aeronáutica
ABRASA
ABET
Ver todos
Consultas e Internação