• 28 NOV 17
    Jim Carrey, admite estar na luta contra a Depressão

    Jim Carrey, admite estar na luta contra a Depressão

    Mais um ator famoso admite fazer parte da triste estatística que atinge cerca de 350 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS)

     

    Em 2004, o ator e comediante Jim Carrey revelou à rede norte-americana CBS News, ter depressão. Segundo o ator a doença tem fases mais amenas e outras difíceis, com picos e vales, mas eles são sempre cavados e suavizados para que você sinta um permanente desespero e fique sem respostas, mesmo que viva bem.

    No entanto, após anos sem falar sobre o assunto, Jim o retomou em uma entrevista ao site britânico I News, esclarecendo que “às vezes, é feliz” e explica que a depressão vai e volta, mas agora ele aprendeu a conviver e enfrentá-la e, que atualmente não está sofrendo de depressão, mas que teve por anos.

    A declaração do ator resume de maneira exata como a depressão se apresenta e ainda ressalta aspectos importantes da doença:

    Depressão não é constante

    Diferente do senso comum, ter depressão não é se sentir desanimado e desesperançoso o tempo todo, visto que a presença e intensidade dos sintomas variam. Todavia, o que diferencia a tristeza comum da depressão é a duração dos sinais.

     

    Aflição permanente

    Em alguns casos, mesmo nos momentos em que os sintomas estão amenos, há uma constante sensação de que algo não está como deveria, a qual pode ser comparada a sentimentos como aflição, agonia e até angústia.

     

    Comportamento “normal” para outras pessoas

    Ainda existe o estereótipo de que ter depressão é passar o dia na cama, sendo que grande parte das pessoas que convivem com a doença podem trabalhar e estudar “normalmente”, até mesmo aparentarem felicidade. Jim Carrey é um exemplo disso, já que continuou a trabalhar e até a manter o característico senso de humor em público, mesmo com depressão.

    Apesar disso, existem, sim, pacientes que interrompem integralmente suas atividades diárias, já que o problema pode ser manifestado de diferentes formas.

    A busca por informações é a principal tarefa para identificar sinais de depressão menos óbvios e buscar ajuda para si ou outras pessoas.

    É controlável

    A depressão do ator Jim Carrey mostra que o tratamento adequado pode controlar a doença, recuperar a qualidade de vida e evitar recidivas, uma vez que o paciente aprende a identificar e lidar com os sinais.

    O primeiro passo é buscar auxílio médico. Se o quadro for confirmado, podem ser adotados medicamentos antidepressivos. A terapia com psicólogo e a prática de atividades físicas também são indicados.

     

    Fonte: https://www.msn.com

    Foto: ©Christopher Polk/Staff/Getty Images ator jim carrey 117 400×800

Entre em Contato